Granopar | Corretora de Mercadorias
Assine a nossa newsletter

 
 
Notícias


CÂMBIO: Dólar mantém alta seguindo exterior, de olho no Brexit e política
Publicado em 15/01/2019 | 11h32

São Paulo, 15 de janeiro de 2019 - O dólar comercial mantém alta em
relação ao real, após abrir o pregão volátil, seguindo o mercado externo
onde a moeda estrangeira ganha terreno. Após o otimismo das bolsas da Ásia
contaminarem os mercados ocidentais, a apreensão com a votação do Brexit hoje
volta a prevalecer. Às 11h30 (de Brasília), a moeda norte-americana tinha
leve alta de 0,05% no mercado à vista, negociada a R$ 3,7030 para venda. Lá
fora, o Dollar Index tinha alta de 0,32%, acima dos 95,900 pontos.

Lá fora, após as declarações do governo da China de que poderá
"intensificar esforços" para estimular a economia do país, que vem dando
sinais de desaceleração, contaminarem os mercados acionários, as bolsas da
Europa passaram a cair e o dólar se fortalece em relação às principais
moedas pares e de países emergentes.

"É o incômodo de investidores com a paralisação parcial do governo
norte-americano [o shutdown, que dura quase um mês] e apreensão com o Brexit,
que será votado hoje", comenta o diretor de uma corretora nacional. O
parlamento britânico vota pela saída ou não do Reino Unido da União
Europeia. Os analistas reforçam que a espera pela votação deve provocar
volatilidade nos mercados.

Para o diretor, mesmo com a alta, o dólar oscilando entre R$ 3,68 e R$
3,72 "está dentro do preço, do intervalo de flutuação. Com o fluxo ainda
reduzido, qualquer movimento um pouco diferenciado faz preço", comenta.

No cenário doméstico, a reforma da Previdência segue no foco do
investidor, após uma forte onda de otimismo no pregão de ontem. Segundo a
análise da equipe econômica do banco Votorantim, a aprovação da Previdência
até meados do ano, associada a outras medidas com impacto sobre a
produtividade da economia, deverão trazer um alívio ainda maior ao dólar.

"Além do enfraquecimento do dólar no mundo e à maior estabilidade dos
termos de troca, a dinâmica do real deve ser ajudada pela menor percepção de
risco local e a combinação desses fatores deverá trazer o dólar para abaixo
de R$ 3,50 neste ano", apostam os analistas.

As informações são da agência CMA.

Copyright 2019 - Grupo CMA

 
 
 
 
Sobre nós
 
História
Missão
Serviços
Equipe
FAQ
Fique por dentro
 
Notícias
Eventos
Links
Contato
Política de Privacidade
Onde estamos
 
Rua Brasilino Moura, 92
Ahú - Curitiba - PR
Fone: (41) 2169-3000
granopar@granopar.com.br
 
     
  Exoneração de Responsabilidades Granopar | Corretora de Mercadorias - Todos os direitos reservados ©