Granopar | Corretora de Mercadorias
Assine a nossa newsletter

 
 
Notícias


CÂMBIO: Dólar renova mínimas a R$ 3,82 com inflação nos EUA e Previdência
Publicado em 10/04/2019 | 12h01

Porto Alegre, 10 de abril de 2019 - O dólar comercial segue em queda
frente ao real, renovando mínimas chegando ao patamar de R$ 3,82, ainda
reagindo ao resultado dos dados de inflação dos Estados Unidos no mês passado
e também à notícias envolvendo a reforma da Previdência, com prazos
otimistas. Às 11h56 (de Brasília), a moeda estrangeira caía 0,64% no mercado
à vista, negociada a R$ 3,8300 para venda.

Os dados de inflação dos Estados Unidos (CPI, na sigla em inglês) com o
resultado de alta de 0,4% em março ante fevereiro, enquanto nos 12 meses
encerrados em março, o núcleo do índice de preços ao consumidor subiu 2,0%,
ante previsão de alta de 2,1%.

"O resultado foi benigno para o Estados Unidos mostrando que a inflação
está sob controle, o que acaba reforçando a política monetária de não
elevação da taxa de juros pelo Fed [Federal Reserve, o banco central
norte-americano]. O efeito é uma perda de espaço significativa do dólar para
as moedas emergentes", comenta o analista da Toro Investimentos, Vinícius
Andrade.

No mercado local, segundo o diretor de uma corretora estrangeira, duas
notícias a respeito da Previdência corroboram para a pressão de queda da
moeda estrangeira, que renova mínimas no fim desta manhã, chegando a R$ 3,8230
(-0,83%).

"Dólar cai mais depois de Joice Hasselmann [PSL-SP] dizer que quer votar
a PEC [Proposta de Emenda Constitucional] da Previdência na próxima semana.
Além disso, o [vice-presidente] Hamilton Mourão acreditar que a reforma será
aprovada até agosto", afirma.

Além disso, os dados de inflação da economia doméstica, o Indice de
Preço ao Consumidor Amplo (IPCA), acima do esperado, acelerando a alta a 0,75%
em março (ante expectativa de +0,61% segundo o Termômetro CMA), o Banco
Central (BC) deve resistir à pressão do mercado e manter a taxa básica de
juros (Selic).

"Este novo cenário torna-se muito favorável para o real em relação ao
dólar, aliviando a pressão de alta. O dólar deve ser negociado abaixo de R$
3,80 nos próximos dias", reforça o diretor da tesouraria de um banco
estrangeiro. Com informações da Agência CMA.

Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2019 - Grupo CMA

 
 
 
 
Sobre nós
 
História
Missão
Serviços
Equipe
FAQ
Fique por dentro
 
Notícias
Eventos
Links
Contato
Política de Privacidade
Onde estamos
 
Rua Brasilino Moura, 92
Ahú - Curitiba - PR
Fone: (41) 2169-3000
granopar@granopar.com.br
 
     
  Exoneração de Responsabilidades Granopar | Corretora de Mercadorias - Todos os direitos reservados ©