Granopar | Corretora de Mercadorias
Assine a nossa newsletter

 
 
Notícias


CHINA: Coronavírus força quarentena de duas novas cidades no país
Publicado em 23/01/2020 | 09h16

Porto Alegre, 23 de janeiro de 2020 - Depois de Wuhan, duas novas cidades
chinesas foram colocadas em quarentena por parte das autoridades do governo,
expandindo um experimento sem precedentes para tentar conter um coronavírus que
se espalha rapidamente e que já matou pelo menos 17 pessoas e infetou mais de
500. As informações são da agência de notícias "Dow Jones".

As autoridades de Huanggang - uma cidade com 7,5 milhões de habitantes -
suspenderam a circulação de trens e ônibus de longa distância partir do
centro urbano e anunciaram que vão encerrar o sistema de transporte público
nazona de contenção, a partir da meia-noite de sexta-feira, no horário local.
Ezhou, outra cidade vizinha com pouco mais de um milhão de habitantes, disse
que promulgaria restrições semelhantes.

Huanggang fica a cerca de 55 quilômetros a leste de Wuhan, uma cidade de
11 milhões de pessoas e um importante centro turístico, onde teve origem o
novo coronavírus causador de pneumonia. Algumas horas antes, a cidade de Wuhan
proibiu a saída de aviões e trens e decretou o fechamento da rede de
transportes públicos.

O governo local de Huanggang disse ainda que salas de cinema, cibercafés e
outras instalações culturais e de entretenimento no centro da cidade vão
suspender temporariamente as atividades e um mercado central será fechado por
tempo indeterminado. A partir de hoje, o governo local disse que vai inspecionar
todas as pessoas e automóveis que entrarem e saírem do centro urbano.

As novas restrições e paralisações representam efetivamente uma
duplicação pelas autoridades chinesas de uma estratégia de alto risco que os
especialistas descrevem como uma abordagem não testada para lidar com doenças.

"Que eu saiba, tentar conter uma cidade de 11 milhões de pessoas é novo
para a ciência. Não foi tentado antes como medida de saúde pública, por isso
não podemos, nesta fase, dizer que vai ou não funcionar", disse Gauden
Galea, representante da Organização Mundial da Saúde na China, em entrevista
à "Associated Press", referindo-se ao bloqueio de Wuhan.

Galea acrescentou que, embora uma medida tão radical "obviamente tenha
impactos sociais e econômicos consideráveis", também "demonstra um
compromisso muito forte com a saúde pública e uma vontade de tomar medidas
dramáticas".

As autoridades chinesas sugeriram que o coronavírus está se espalhando
entre pessoas principalmente através da tosse, beijo ou contato com saliva. O
vírus surgiu de um mercado de frutos do mar e pecuária em Wuhan e se espalhou
pela China e Estados Unidos, Japão, Coreia do Sul e Tailândia. Com
informações da Agência CMA.

Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 - Grupo CMA

 
 
 
 
Sobre nós
 
História
Missão
Serviços
Equipe
FAQ
Fique por dentro
 
Notícias
Eventos
Links
Contato
Política de Privacidade
Onde estamos
 
Rua Brasilino Moura, 92
Ahú - Curitiba - PR
Fone: (41) 2169-3000
granopar@granopar.com.br
 
     
  Exoneração de Responsabilidades Granopar | Corretora de Mercadorias - Todos os direitos reservados ©