Granopar | Corretora de Mercadorias
Assine a nossa newsletter

 
 
Notícias


CHINA: Mortes por coronavírus chegam a 80 e autoridades pedem calma
Publicado em 27/01/2020 | 09h06

Porto Alegre, 27 de janeiro de 2020 - As autoridades chinesas de saúde
pública pediram calma, mesmo quando alertaram que o perigoso novo vírus é
cada vez mais contagioso, o que pressiona por ainda mais esforços de
contenção. As informações são da agência de notícias "Dow Jones".

"Estamos agora em um período crítico de prevenção e controle", disse
ontem Ma Xiaowei, chefe da Comissão Nacional de Saúde, em coletiva de imprensa
em Pequim. O coronavírus sem nome infectou mais de 2,7 mil pessoas e matou
pelo menos 80, a maioria na província de Hubei, no centro da China.

Zhou Xianwang, prefeito de Wuhan, epicentro do surto, disse em coletiva de
imprensa ontem que espera que a confirmação de cerca de 1 mil casos suspeitos
que estão sob monitoramento. A maioria dos casos confirmados na China está
dentro e ao redor de Wuhan. Zhou disse que mais de cinco milhões de pessoas
deixaram a cidade. Muitos residentes vêm da região e saem da cidade para o Ano
Novo Lunar, e não se sabe quantos especificamente fugiram por causa do vírus.

O governo central também enviou a mensagem ao resto do país de que está
assumindo o controle de autoridades locais em Hubei, cuja reação lenta ao
surto atraiu críticas. O governo local de Hong Kong disse que negaria a entrada
de pessoas que visitaram Hubei durante as últimas duas semanas, em um esforço
para restringir a propagação do vírus.

Pequim tenta projetar o senso de controle da situação, mas reconhece
falhas nos suprimentos e lacunas no conhecimento da natureza do coronavírus.
Gao Fu, diretor do Centro Chinês de Controle e Prevenção de Doenças,
refletiu a severidade da epidemia e cansaço dos profissionais de saúde do
país, ao mesmo tempo em que pediu calma em uma sessão de perguntas e respostas
com jornalistas. "O vírus está descontrolado. Todo mundo está ansioso",
disse ele.

As autoridades destacaram as medidas de prevenção que estão sendo
aplicadas. Li Bin, vice-diretor da Comissão Nacional de Saúde da China,
indicou que está sendo monitorada a saúde de trabalhadores imigrantes que
voltaram para casa para férias, especialmente os que viajaram de Wuhan. Nas
províncias do sul de Jiangxi e Guangdong, autoridades solicitaram a todos que
usem máscaras em público. Em Wuhan, o sistema médico segue com dificuldades
ante a crise, apesar dos suprimentos, pessoal e dinheiro do governo. Com
informações da Agência CMA.

Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 - Grupo CMA

 
 
 
 
Sobre nós
 
História
Missão
Serviços
Equipe
FAQ
Fique por dentro
 
Notícias
Eventos
Links
Contato
Política de Privacidade
Onde estamos
 
Rua Brasilino Moura, 92
Ahú - Curitiba - PR
Fone: (41) 2169-3000
granopar@granopar.com.br
 
     
  Exoneração de Responsabilidades Granopar | Corretora de Mercadorias - Todos os direitos reservados ©